Menu
Carrinho 0

Um desenho original de Egon Schiele descoberto em um armazém do Queens, Nova Iorque

Postado por Mathias Meyer em

Desenho Egon Schiele

Separado para ir para o lixo, o pequeno esboço, cujo valor de venda variava entre 100 mil a 200 mil dólares, foi descoberto por um amador. Segundo a especialista norte-americana que autenticou sua veracidade, ele foi produzido durante os últimos meses de vida do artista austríaco.

A descoberta tem algo de fascinante. Em junho de 2018, a negociante de arte Jane Kallir, especialista em expressionismo alemão e austríaco, recebeu um e-mail curioso. Um homem alegava ter encontrado um pequeno desenho no bazar de um armazém de solidariedade, no Queens, Nova Iorque. Na foto embaçada anexada à mensagem, Jane nota os traços de uma jovem deitada de costas, nua. O estilo é característico de Egon Schiele, mas a co-diretora da Galeria St. Etienne continua cautelosa: "Em 90% dos casos, as pessoas estão erradas. A maioria são falsificações, cópias grosseiras", diz a especialista ao jornal The Art Newspaper.

SAIBA MAIS | Você possui raridades que testemunham a nossa História ?

Quase um ano depois, Jane Kallir recebe uma nova fotografia, com melhor qualidade. E o que ela vê lhe causa grande surpresa, de tal modo que solicita ao correspondente que levasse a descoberta para sua galeria. Diante do desenho, não há mais dúvidas: era um desenho autêntico. Depois de alguma pesquisa, ela reconhece um dos modelos regulares do pintor, tratava-se de uma adolescente que posou "às vezes sozinha, às vezes com sua mãe, em 1918", pouco antes da morte de Schiele. O esboço pertenceria, segundo ela, a uma série de 22 desenhos, dois dos quais poderiam advir da mesma sessão. O conjunto teria sido um trabalho preparatório para uma litografia bem referenciada do artista austríaco, Mädchen (Garota), impressa quatro anos após sua morte.

O desenho foi vendido e seu comprador, que deseja permanecer anônimo, não especificou quanto pagou por isso, mas Jane Kallir estima entre 100 mil a 200 mil dólares. Segundo ela, parte da venda será doada para a Habitat for Humanity, que administra o lugar onde ocorreu a descoberta. Procurados pelo The Art Newspaper, um dos líderes da associação expressou sua emoção: "Não posso deixar de pensar que essa obra de arte poderia ter acabado em uma lixeira, perdida para sempre, se não tivéssemos organizado essa venda".

Esse artigo é oferecido pela coleção Glórias, especialista em documentos autógrafos raros. Avaliamos, compramos e vendemos cartas, manuscritos, livros com dedicatórias ou desenhos de grandes personalidades históricas. Clique aqui para ver o catálogo ! 


Compartilhe esta postagem



Receba as novidades + Aprenda sobre o mundo fascinante dos documentos raros.