Menu
Carrinho 0

Carta manuscrita de Otávio de Faria descobrindo um jovem poeta desconhecido, Vinícius de Moraes (1933)

Frete grátis, com certificado de autenticidade

  • R$ 7.500,00


Em 1933, então com apenas 20 anos, Vinícius de Moraes encontra Otávio de Faria que deteta seus talentos de poeta. 

Carta manuscrita de Otávio de Faria para Antonio de Alcantara Machado. 17 páginas contendo a carta manuscrita (4 páginas) e vários poemas datilografados (13 páginas), outras imagens sob demanda. Em português. ~16.5 cm x 22 cm. 7 de abril 1933, Rio de Janeiro. Excelente estado. Documento único.

Diplomata, dramaturgo, escritor, compositor, sedutor...Vinícius de Moraes foi um homem de muitos talentos mas, para mim, era sobretudo um imenso poeta. Era o poeta que, com Tom Jobim, seu amigo e músico – outro gênio, aliás –, deu luz à Bossa Nova e a clássicos como a internacionalmente famosa Garota de Ipanema.

Em 1933, Vinícius de Moraes tinha apenas 20 anos quando ingressou na Faculdade de Direito do Rio de Janeiro. Foi lá que conheceu e se tornou amigo do jornalista e escritor Otávio de Faria, que viria a estimular sua vocação literária e lhe ajudaria a publicar vários livros de poesia: esse foi o começo de sua vasta e brilhante carreira, reconhecida mundialmente e que representa o Brasil culturalmente até os dias de hoje.

Nessa carta emocionante de 07 de abril 1933, Otávio de Faria escreve para Antônio de Alcântara Machado, crítico literário de renome e integrante do grupo Modernista, para relatar o encontro com um jovem poeta desconhecido. Ainda não eram amigos.

Ele explica que descobriu um novo poeta e pede a opinião do colega:

(...) para lhe dar liberdade absoluta, resolvi não dizer nada ao autor (chama-se Vinícius de Moraes, vinte anos, branco, etc). (...) Como o novo poeta me parece de grande valor, gostaria, em qualquer caso, a ter sua opinião.

Por que esse documento é raro ?

A descoberta de um grande talento é um momento chave que os históriadores, pesquisadores e colecionadores procuram e apreciam sempre. Essa carta relatando os primeiros passos literários de Vinícius de Moraes, e o começo da sua decisiva e forte amizade com Otávio de Faria, é particularmente importante para a História do Brasil e da música .


Documentos relacionados


Faça inscrição e receba um vale compra de R$ 300 válido para qualquer documento.