Fotografia autografada de Cesar Cielo (2009)
Fotografia autografada de Cesar Cielo (2009)
  • Carregar imagem no visualizador da galeria, Fotografia autografada de Cesar Cielo (2009)
  • Carregar imagem no visualizador da galeria, Fotografia autografada de Cesar Cielo (2009)

Fotografia autografada de Cesar Cielo (2009)

Preço normal
R$ 500,00
Preço promocional
R$ 500,00
Preço normal
Esgotado
Preço unitário
por 

Em 2009, no auge da sua carreira de atleta, Cesar Cielo assina um autógrafo para um fã. 

Fotografia de Cesar Cielo, com o autógrafo do campeão. ~ 25 cm x 20 cm. Hotel Concorde Lafayette em Paris, junho de 2010. Estado perfeito. Peça única.

Conhecido como o país do futebol, o Brasil ainda engatinha no que diz respeito a outros esportes. No entanto, onde falta incentivo do setor público, sobram resiliência e perseverança de atletas que levam o esporte brasileiro ao triunfo. Dentre os heróis do esporte nacional, um nome inesquecível é o de César Cielo, único nadador nascido no país a ganhar uma medalha de ouro nas Olimpíadas, e o atleta brasileiro mais medalhado em Campeonatos Mundiais de qualquer esporte. A potência de Cielo que o levou a todas essas glórias transparece em suas fotos autografadas, registros do triunfo do atleta. Esse momento, no entanto, foi um caminho construído arduamente desde sua infância.


César Augusto Cielo Filho nasceu no ano de 1987, na pequena cidade paulista de Santa Bárbara D’oeste, e ainda criança começou a treinar no Esporte Clube Barbarense. O jovem promissor mudou-se, no ano de 2003, para São Paulo, com o intuito de treinar no conhecidíssimo Esporte Clube Pinheiros, juntamente com seu ídolo da natação, Gustavo Borges. Essa experiência delineou o rumo de seu destino, as piscinas eram, realmente, sua casa.

Assim, quando chegou o momento de cursar uma faculdade, Cielo transferiu-se para os Estados Unidos, devido a uma bolsa de estudos na Universidade de Auburn, sob o compromisso de representar a universidade em sua equipe de natação. Os treinos desse período eram intensos, e Cielo era proibido até mesmo de ter namorados ou sair de noite. Mas foi lá também que Cielo conheceu Brett Hawke, o treinador que acabou preparando-o para as Olimpíadas de Pequim.

Os Jogos Olímpicos de 2008, na capital chinesa, representaram o êxtase da potência e determinação que marcaram a carreira de Cielo. O nadador brasileiro começou com a medalha de bronze na prova dos 100 metros livres, batendo o recorde sul-americano. No entanto, Cielo não parou por aí, ele também quebrou o recorde olímpico de 21s34 na semifinal dos 50 metros livre, feito coroado com o ouro na categoria. O atleta que começou nas piscinas do interior paulista, alcançou o topo do mundo.

E, de volta ao Brasil, o campeão olímpico decidiu dedicar seu ímpeto e energia abrindo novos caminhos para a natação brasileira, e ajudando a semear os novos talentos que trarão as medalhas do futuro. Cielo fundou o Instituto César Cielo, cujo objetivo é fomentar a prática do esporte entre as crianças e adolescentes brasileiros. O instituto promove cursos e apoios aos pequenos atletas, e garante que o legado do nadador alimente novas gerações.

Por que esse conjunto é raro?

Mais que um atleta, Cielo é um símbolo de perseverança. A energia e a força expressadas nessa incrível fotografia são a marca da superação de expectativas e dificuldades, características que permitiram ao atleta escrever seu nome na história do esporte mundial.