Autógrafo de Elis Regina (1968)
Autógrafo de Elis Regina (1968)
Autógrafo de Elis Regina (1968)
Autógrafo de Elis Regina (1968)
  • Carregar imagem no visualizador da galeria, Autógrafo de Elis Regina (1968)
  • Carregar imagem no visualizador da galeria, Autógrafo de Elis Regina (1968)
  • Carregar imagem no visualizador da galeria, Autógrafo de Elis Regina (1968)
  • Carregar imagem no visualizador da galeria, Autógrafo de Elis Regina (1968)

Autógrafo de Elis Regina (1968)

Preço normal
R$ 0,00
Preço promocional
R$ 0,00
Preço normal
Esgotado
Preço unitário
por 

> Esse item saiu do catálogo, veja aqui os documentos disponíveis <

Em 1968, a cantora Elis Regina assina um autógrafo para um fã francês.

Disco vinil com o autógrafo de Elis Regina para um fã francês. 18 cm x 18 cm. Em francês. Paris, 1968. Excelente estado. Peça única.

Elis Regina (1945 - 1982) começou a se apresentar em programas de rádio a partir dos onze anos. O sucesso demorou até 1965 quando ela venceu um concurso de canto com a música "Arrastão", escrita por Edu Lobo e Vinicius de Moraes.

Justamente Edu Lobo criou Upa Neguinho, gravada no vinil autografado aqui, para a peça "Arena canta zumbi". Em 1968, Elis Regina fez muito sucesso com uma 2a versão dessa canção no Olympia, respeitada casa de shows parisiense, onde assinou esse autógrafo. Neste artigo, Hugo Prata, o Diretor do filme "Elis", conta detalhes interessantes : https://www.rfi.fr/br/cultura/20170621-rfi-convida-hugo-prata

O destino de Elis Regina, todo o mundo conhece : a jovem tornou-se uma figura chave na emergente música popular brasileira (MPB) onde se misturavam samba, bossa nova, pop e rock. Porém, opositora fervorosa e declarada do regime militar em vigor no Brasil desde 1964, Elis Regina teve que se conformar com o poder para evitar o exílio ou a prisão sofrido por muitos artistas nesse período. 

Foi em 1974 que “Pimentinha” atingiu seu auge com o álbum Elis et Tom, onde gravou o repertório de Tom Jobim com Antonio Carlos Jobim, frequentemente citado como um dos melhores álbuns de bossa nova já lançados. Também trabalhou com Milton Nascimento, Ronaldo Bôscoli, Chico Buarque, Jorge Ben e Caetano Veloso.

Aos 36 anos em 19 de janeiro de 1982, a artista morreu de um excesso de cocaína, álcool e tranquilizantes. Mais de quinze mil fãs inconsoláveis ​​assistiram ao funeral desta lenda da música brasileira.

Por que esse documento é raro ?

Elis Regina foi uma das cantoras brasileiras mais populares das décadas de 1960 e 1970, os autógrafos dela são muito raros, especialmente em capa de vinil.