Carta assinada por Hans Stern (1963)

Carta assinada por Hans Stern (1963)

Com certificado de autenticidade

  • R$ 900,00


O fundador das joelheiras H. Stern pediu emprestada a coleção de relógios antigos do Prefeito do Rio de Janeiro para um livro.

Carta assinada por Hans Stern para Sr. Marechal Ângelo Mendes de Morais. Uma página. Em português. 21.2 cm x  29 cm. Rio de Janeiro, 29 de março de 1963. Bom estado geral, pequenos furos na lateral esquerda e uma leve mancha no canto superior direito que não prejudicam o texto da carta. 

Servimo-nos da presente para passar as mãos de V. Excia. um exemplar do livro JÓIAS editado por nossa firma. 

Queremos deixar os nossos agradecimentos à cortezia de V. Excia. que, tão gentilmente, deixou fotografar sua valiosa e original coleção de relógios antigos, cujas reproduções gráficas, em nosso livro, vieram valorizar esta publicação.

Muito nos honraria suas críticas ou sugestões sôbre esta obra, que acreditamos venha contribuir para o artezanato joalheiro do Brasil.

Hans Stern.

Nascido na Alemanha, Hans Stern (1922 - 2007), chegou ao Brasil em 1939, aos dezessete anos, fugindo com os pais da perseguição nazista. Achou um emprego em uma pequena empresa de importação e lapidação de pedras, pelas quais se encantou. Enxergando uma oportunidade de negócio, viajou por todo o Brasil para comprar pedras coloridas diretamente de garimpeiros e, em 1945, fundou uma primeira pequena loja, no Rio de Janeiro. Essa foi a primeira etapa do grande sucesso empresarial da H. Stern, que acabou revolucionando a história da indústria joalheira no Brasil e no mundo. Depois dos mais de 50 anos em que esteve à frente da H.Stern, Hans deixou a família tocar a empresa no Brasil e em mais de 30 países.

Surpreendentemente, muito longe desse mundo de dinheiro e de luxo, Hans Stern era admirado por sua simplicidade e discrição, dirigia um Fusca e não queria segurança particular ; raramente dava entrevistas e fugia dos fotógrafos.

Apaixonado e muito grato ao Rio de Janeiro, sua cidade adotiva, promoveu sua vida inteira a cidade e o Brasil no exterior, como expressa essa carta para o Marechal Ângelo Mendes de Moraes (1894 - 1990). Ele foi um militar e político brasileiro conhecido por seu cargo de prefeito do Rio de Janeiro no fim da década de 1940, quando foi construído o Estádio do Maracanã, inaugurado em 1950 para o mundial de futebol. Foi também delegado à Conferência de Paz de Paris, membro fundador do Parlamento Latino-Americano e membro da Comissão Parlamentar de Genebra, na Suíça... talvez o país onde começou (ou expandiu?) sua coleção de relógios, objeto dessa carta.

Por que esse documento é raro?

Cartas dos fundadores de grandes empresas multinacionais são muito procuradas pelos colecionadores, mas raramente aparecem no mercado, sendo conservadas cuidadosamente pelas próprias empresas ; H. Stern , uma das empresas emblemáticas do Brasil, conhecida no mundo inteiro, não é exceção.

O conteúdo dessa carta - a primeira que encontramos em 7 anos - é particularmente interessante por tratar da expertise da empresa através dos seus famosos livros e catálogos, tirados em edições limitadas, que eram esperados ansiosamente pelos clientes, colecionadores e jornalistas.

Outro ponto que chama a atenção, 1963, um ano decisivo para a marca, que abriu sua primeira loja nos Estados Unidos, em Nova Iorque, ponto de partida da espetacular expansão para Europa (Frankfurt, Lisboa, etc.).

Enfim, detalhes importantes, o belo cabeçalho e a assinatura elegante de H. Stern completam os interesses desse documento.


Documentos relacionados