Pular para as informações do produto
1 de 3

Com certificado de autenticidade e garantia

Carta assinada por Pearl Buck (1949)

Carta assinada por Pearl Buck (1949)

Preço normal R$ 1.500,00 BRL
Preço normal Preço promocional R$ 1.500,00 BRL
Promoção Tem novo guardião

Em 1949, a ganhadora do Prêmio Nobel de literatura, Pearl Buck, se interessa pelos desafios da educação no Brasil.

  • Carta datilografada e assinada por Pearl Buck, para Lourenço Filho.
  • Uma página (carta + envelope).
  • Em inglês. 18 cm x 30 cm.
  • 16 de julho de 1949, Estados Unidos.
  • Bom estado, algumas manchas sem consequências.
  • Documento único.

Tradução do inglês

Caro Dr Filho

Sou presunçosa o suficiente para enviar a você uma cópia de CONTE AO POVO (TELL THE PEOPLE). Isto porque estou profundamente interessada no Seminário sobre Analfabetismo e Educação de Adultos, que será realizado no Brasil. Este pequeno livro eu escrevi com James Yen, o chinês que tanto fez pela educação em massa na China, e se ele tivesse podido trabalhar em um país pacífico nos últimos vinte e cinco anos, tenho certeza que teríamos visto uma China muito diferente, ou se o governo fosse realmente favorável a esse trabalho, o povo da China estaria em uma posição diferente da que está hoje.

Acho que o Dr. Yen desenvolveu uma técnica para o chinês que também pode ser útil em outros países do mundo onde há um grande número de analfabetos e é com essa esperança que lhe envio o livro e peço seu perdão por aparentes presunções.

Com os melhores votos de sucesso para o Seminário, sou Pearl Buck

Meu comentário

Amo os documentos autógrafos porque apesar de serem, muitas vezes, antigos, são ainda muito atuais. Eles também permitem descobrir pessoas que não conhecíamos. É o caso dessa carta de Pearl Buck, uma mulher que só fui conhecer com esse documento, assim como muitos de vocês, imagino.

Pearl Buck nasceu nos Estados Unidos, mas cresceu na China, onde seus pais eram missionários. Ela era então fluente em chinês e inglês, e seus primeiros escritos foram em mandarim. Pearl ficou conhecida pelo seu romance "A Boa Terra" (The Good Earth), publicado em 1931, que conta a história de uma família de camponeses chineses, durante a Revolução Cultural. 

Ativista política e social, seus romances e ensaios abordaram a luta pelos direitos humanos, especialmente dos negros e das mulheres, o que fez dela uma das primeiras grandes feministas da nossa História, e uma das primeiras escritoras americanas a ter um impacto significativo na literatura mundial. Seus trabalhos ainda são estudados nas melhores universidades.

Conquistou o Prêmio Nobel de Literatura em 1938, mas foi ignorada pelo mundo literário conformista por muitos anos. Não importava. Humanista incansável, ela adotou e ganhou o amor de sete crianças abandonadas, filhas de soldados americanos baseados no Extremo Oriente.

Então, você imagina como uma carta de Pearl Buck já é algo valioso em si? Porém, eu gostei ainda mais da carta por seu conteúdo relevantíssimo. O assunto principal é a China, o motivo do seu Prêmio Nobel e a próxima maior potência política e econômica. Além disso, Buck fala de pedagogia, outro assunto muito importante e atual. De fato, James Yen, que ela menciona, e Lourenço Filho, o destinatário da carta, foram grandes nomes da pedagogia, responsáveis por avanços decisivos na educação das massas, um na China e o outro no Brasil.

É isso aí. Tive o prazer de lhes apresentar rapidamente, mais uma grande mulher, Pearl Buck, que faleceu há 50 anos (6 de março de 1973). Vocês têm a oportunidade de adquirir e preservar um pouco de seu legado, antes de transmiti-lo. Cada vez mais, fico convencido de que as mulheres merecem mais visibilidade e vão ganhar mais espaço no nosso mundo machista… Inclusive no pequeno mundo dos colecionadores de grandes documentos autógrafos.

Ver informações completas

Formulário de contato