Pular para as informações do produto
1 de 3

Com certificado de autenticidade e garantia

Carta manuscrita de Allan Kardec (1860)

Carta manuscrita de Allan Kardec (1860)

Preço normal R$ 0,00 BRL
Preço normal Preço promocional R$ 0,00 BRL
Promoção Tem novo guardião

> Esse item saiu do catálogo, veja aqui os documentos disponíveis <

Para o fundador do Espiritismo Allan Kardec, as pessoas que atuam nas mesas são mais raras que as que escrevem diretamente.

  • Carta manuscrita de Allan Kardec para um destinatário desconhecido.
  • Uma página.
  • Em francês.
  • 13.3 cm x 20.7 cm.
  • Paris, 11 de maio de 1860.
  • Excelente estado.
  • Peça única.

Paris, 11 de maio de 1860

Senhor,

Não podendo dar-lhe uma resposta por escrito tão explícita e detalhada quanto o pedido de sua carta, ficarei satisfeito em lhe dar verbalmente todas as explicações que desejar, se você se esforçar para vir e me ver.

Só vou dizer-lhe, entretanto, que, de acordo com a sua carta, parece-me que não o faz adequadamente para obter um resultado, porque as pessoas que atuam nas mesas são mais raras que as que escrevem diretamente.

Estou sempre em casa às segundas, quartas e sextas-feiras, das 3 às 5 horas da tarde, exceto feriados.

Tenho a honra de cumprimentá-lo,

Allan Kardec.

59 rue et passage Saint Anne

Léon Rivail (1804 - 1869) descobriu as sessões de mesa girantes em 1855 e integrou os círculos espíritas, tornando-se rapidamente um dos membros mais eminentes. Ele então tomou o nome de Allan Kardec, nome que ele usava em uma de suas vidas anteriores como druida. Publicou sob este pseudônimo os cinco livros fundamentais do espiritismo, incluindo o Livro dos Espíritos (1857) e o Livro dos Médias (1861). O espiritismo cresceu rapidamente até constituir um verdadeiro movimento social e filosófico com muitos adeptos, sob o Segundo Império na França e ainda hoje na América Latina, especialmente no Brasil.

O túmulo de Kardec no cemitério Père-Lachaise continua um dos mais floridos e mais visitados do cemitério e um lugar de meditação. Muitas personalidades foram seduzidas pelo espiritismo - como Victor Hugo, Arthur Conan Doyle ou Chico Xavier - convencidas de que o espiritismo poderia fornecer a prova científica da vida após a morte.

Até os dias de hoje, Allan Kardec é um dos autores franceses mais lidos no Brasil, com mais de trinta milhões de livros vendidos. Mais de seis milhões de brasileiros se declararam espíritas e implementaram a doutrina de Kardec em milhares de centros espíritas. As principais cidades brasileiras têm uma rua Allan Kardec e muitas vezes várias, como São Paulo, que tem seis, bem como uma faculdade Allan Kardec. Várias escolas primárias brasileiras também têm o nome do fundador da doutrina espírita. Os deputados brasileiros dedicaram reuniões da Assembléia Nacional a Allan Kardec e seu trabalho.

Cartas manuscritas de Kardec são muito raras e, mais ainda, procuradas. Essa é particularmente valiosa pelo autor falar da sua principal autoridade, o Espiritismo, com essa frase singular : "as pessoas que atuam nas mesas são mais raras que as que escrevem diretamente". Além disso, foi escrita em 1860, nos anos em que escreveu seus principais livros. Enfim, a carta foi escrita na sua residência mais famosa, em Paris, 59 rue Saint Anne e chegou até nós em perfeito estado.

Ver informações completas

Formulário de contato