Menu
Carrinho 0

Carta manuscrita de Henri Salvador (1941)

Até 3x sem juros, frete grátis, com certificado de autenticidade

  • R$ 2.600,00


Em 1941, Henri Salvador anuncia, em Cannes, seu famoso tour na América do Sul com Ray Ventura.

Carta manuscrita de Henri Salvador para sua mãe. Em francês. Uma página, frente e verso. 23.3 cm x 18.1 cm. Cannes, 1941. Bom estado. Peça única.

Texto original em francês, traduzido para o português

Eu tenho boas notícias para você. O Sr. Ray Ventura ofereceu-se para fazer uma turnê com sua orquestra na Espanha e em Portugal e possivelmente na América do Sul e tudo isso em termos muito vantajosos. Além disso, o fato de poder vir mais tarde para se juntar a você decidiu me aceitar apesar de uma condição que me incomoda muito: é absolutamente impossível para o Sr. Ventura levar o André com ele.

Na idade de quinze anos, Henri Salvador (1917-2008) se encantou com o jazz dos mestres Louis Armstrong e Duke Ellington e decidiu-se pela carreira musical. Um amor à primeira vista pela música de Django Reinhardt, ouvido no rádio, fez com que ele escolhesse seu instrumento: o violão. Henri e seu irmão mais velho, André, treinam dia e noite, até atingir seu objetivo: juntar-se a uma orquestra. Os irmãos Salvador tocam em Boulogne-sur-Mer, Paris e Nice, onde conhecem Ray Ventura (1908-1979), um grande compositor e músico de jazz francês, que escolherá Henri para uma grande turnê brasileira.

Vinte anos depois, Dans mon île é um enorme sucesso no Brasil: diz-se, inclusive, que essa música inspirou as primeiras composições da bossa nova, tratando-se de uma deliciosa mistura de jazz e samba.

Quando voltou ao Brasil em 2006, Henry foi recebido como rei. Colocou a marca de suas mãos na calçada mítica da Toca do Vinícius e cantou em dueto com Gilberto Gil, então ministro da Cultura, que o condecorou com a Ordem do Mérito e lamentou, dois anos depois, o desaparecimento de "um dos principais criadores da bossa nova".

Por que esse documento é raro?

Para quem ama música em geral e Bossa Nova, em particular, Henri Salvador faz parte dos grandes nomes para se possuir em sua coleção. Essa carta em especial, em plena Segunda Guerra Mundial, mostra o começo da carreira do artista quando foi chamado pelo renomado Ray Ventura para uma turnê na América do Sul e no Brasil; turnê muito importante para a história do artista e da Bossa Nova.


Documentos relacionados


Receba as novidades + Aprenda sobre o mundo fascinante dos documentos raros.