Correspondência do General francês Maurice Gamelin
Correspondência do General francês Maurice Gamelin
Correspondência do General francês Maurice Gamelin
Correspondência do General francês Maurice Gamelin
Correspondência do General francês Maurice Gamelin
Correspondência do General francês Maurice Gamelin
Correspondência do General francês Maurice Gamelin
Correspondência do General francês Maurice Gamelin
Correspondência do General francês Maurice Gamelin
Correspondência do General francês Maurice Gamelin
  • Carregar imagem no visualizador da galeria, Correspondência do General francês Maurice Gamelin
  • Carregar imagem no visualizador da galeria, Correspondência do General francês Maurice Gamelin
  • Carregar imagem no visualizador da galeria, Correspondência do General francês Maurice Gamelin
  • Carregar imagem no visualizador da galeria, Correspondência do General francês Maurice Gamelin
  • Carregar imagem no visualizador da galeria, Correspondência do General francês Maurice Gamelin
  • Carregar imagem no visualizador da galeria, Correspondência do General francês Maurice Gamelin
  • Carregar imagem no visualizador da galeria, Correspondência do General francês Maurice Gamelin
  • Carregar imagem no visualizador da galeria, Correspondência do General francês Maurice Gamelin
  • Carregar imagem no visualizador da galeria, Correspondência do General francês Maurice Gamelin
  • Carregar imagem no visualizador da galeria, Correspondência do General francês Maurice Gamelin

Correspondência do General francês Maurice Gamelin

Preço normal
R$ 2.500,00
Preço promocional
R$ 2.500,00
Preço normal
Esgotado
Preço unitário
por 

"Um dos factos mais auspiciosos da nossa história a vinda da Missão, que nos vem trazer os preciosos ensinamentos da arte militar francesa"

Correspondência inédita do General francês Maurice Gamelin, composta por três cartas de 1919, 1921 e 1929. Em português. Bom estado. Conjunto único. Imagens em alta definição para leitura, sob demanda.

As façanhas militares são sempre recheadas de personagens marcantes, histórias de guerra povoam nosso imaginário, literatura e cinema. A Europa do século XX, palco da Primeira e da Segunda Guerra Mundial, foi o epicentro de batalhas que teceram o rumo da humanidade e revelaram nomes tanto de vilões, quanto de heróis. Uma dessas notáveis figuras foi Maurice Gustave Gamelin (1872 - 1958), general sênior do exército francês. Grande estrategista, que salvou inúmeros soldados com suas táticas, Gamelin também teve um papel importante no Novo Mundo, e, de 1919 a 1924, chefiou a missão militar francesa no Brasil, com o intuito de modernizar o exército brasileiro.

Gamelin chegou ao país com uma importante tarefa, primeiramente, reorganizar as escolas militares, e, logo, o próprio exército. No contrato firmado entre França e Brasil se estipulava que os oficiais franceses comandariam as escolas de aperfeiçoamento de oficiais, um passo para a profissionalização do exército. Dessa reformulação nasceu também a Escola de Aviação Brasileira, embrião da hoje respeitada Força Aérea Brasileira (FAB). Os franceses trouxeram ao Brasil uma ideia que estava em voga na Europa no momento: a finalidade do exército era o preparo das forças nacionais para a guerra. E foi a partir desse período que a mobilização militar passou a ser encarada como uma mobilização nacional.

O general foi recebido com louros no país, como é possível comprovar pela carta a ele escrita em 1919 pela Liga da Defesa Nacional, que expressa grande felicidade por sua chegada e o anseio por um rigoroso treinamento para o exército brasileiro. A carta afirma ainda que o serviço militar tem grande valor na formação da nacionalidade e, por isso, a Liga vê como um dos fatos mais auspiciosos da história do Brasil a chegada da missão liderada por ele.

Maurice Gamelin conduziu um trabalho exemplar no comando da missão militar francesa, razão pela qual José Caetano de Faria, marechal brasileiro, no ano de 1921, dedicou-lhe uma carta elogiando os exercícios por ele implementados no exército e o aprimoramento da cavalaria nacional. Sua dedicação à missão é lembrada também na missiva enviada por um amigo brasileiro para parabenizá-lo por seu casamento, já no ano de 1929. O admirador não logra evitar o comentário de que a missão francesa perdeu muito com sua partida.

Depois de transformar o exército nacional brasileiro, Gamelin regressou à Europa onde participou ativamente da Segunda Guerra Mundial, tendo sido preso na França, internado na Alemanha e Áustria, e liberado somente no ano de 1945 com a chegada dos norte-americanos. O legado desse grande estrategista pode ser visto ainda hoje na concepção do exército militar brasileira, mesmo que mais de um século tenha passado. A percepção da sociedade tanto do exército quanto da própria ideia de guerra se transformou profundamente ao longo dos anos, ainda assim, a importância de Gamelin supera sua colaboração com as forças armadas; diante de um país tão miscigenado e culturalmente diverso, seu trabalho contribuiu para a construção da ideia de uma nacionalidade brasileira.

Por que esse conjunto é raro ?

Temos aqui três cartas com conteúdos muito relevantes que vão encantar os colecionadores que se interessam na História militar do Brasil e do mundo.