Pular para as informações do produto
1 de 5

Com certificado de autenticidade e garantia

Envelope escrito por Dom Pedro II

Envelope escrito por Dom Pedro II

Preço normal R$ 2.500,00 BRL
Preço normal Preço promocional R$ 2.500,00 BRL
Promoção Tem novo guardião

Um envelope escrito por Dom Pedro II, com o selo imperial, para um primo-irmão europeu.

  • Envelope de Dom Pedro II para o Duque de Parma e Placência.
  • Sem informação sobre a localização e a data.
  • Em português.
  • 15.7 cm x 13 cm.
  • Bom estado.
  • Peça única.

A sua Alteza Real o Duque de Parma e Placência, Senhor meu bom Primo e Irmão

O Duque de Parma e Placência, destinatário desta carta de Dom Pedro II, chamava-se Roberto Carlos Luís Maria de Bourbon-Parma. Nasceu e morreu na Itália (1848-1907) e foi o último soberano do extinto Ducado de Parma e Placência, marcando o fim da dinastia dos Bourbon-Parma. 

Apesar do trono perdido e do assassinato do pai, quando ele tinha apenas seis anos de idade, o Duque teve uma vida confortável, morando nas diferentes propriedades austríacas e italianas da família. E até herdou em 1883, do seu tio Henrique, o Castelo de Chambord, o mais renomado e visitado da França, depois do castelo de Versalhes. 

Essa fortuna lhe permitiu também chamar a atenção das princesas europeias. Casou-se com uma prima, Maria Pia, filha do rei Fernando II das Duas Sicílias e da arquiduquesa Maria Teresa da Áustria. Tiveram doze filhos, metade deles com deficiência intelectual, consequência da consanguinidade. Após o falecimento de Maria Pia, Roberto casou-se uma segunda vez com Maria Antonia de Portugal, filha do rei deposto Miguel I de Portugal. Dessa união nasceram outros doze filhos!

Mas qual era a relação dele com Dom Pedro II? Para simplificar, o Duque foi um genro de Fernando II das duas Sicílias, que era tanto um primo de Dom Pedro II (pelas mães), como seu cunhado pela Imperatriz Teresa Cristina, irmã de Fernando e esposa de Dom Pedro II. 

Além deste destinatário com um destino incomum, achei interessante esse envelope encontrado na França pelo selo imperial de cera intacto, já que a carta foi aberta por cima. Não se sabe onde foi parar a carta, nem seu conteúdo. Provavelmente, felicitações pelo nascimento de uma criança (24 oportunidades!), Natal, ou esses tipos de eventos que ajudavam a manter o vínculo, apesar da distância. Esses detalhes e, claro, a linha manuscrita do Imperador, vão entusiasmar o número crescente de colecionadores interessados na família real brasileira. 

 

Ver informações completas

Formulário de contato