Pular para as informações do produto
1 de 4

Com certificado de autenticidade e garantia

Telegrama de Edith Piaf (1946)

Telegrama de Edith Piaf (1946)

Preço normal R$ 0,00 BRL
Preço normal Preço promocional R$ 0,00 BRL
Promoção Tem novo guardião

> Esse item saiu do catálogo, veja aqui os documentos disponíveis <

Em 1946, Edith Piaf escreve talvez um último "te amo" para seu famoso amante, Yves Montand.

  • Telegrama de Edith Piaf para Yves Montand.
  • Uma página.
  • Em francês.
  • 18 cm x 10.5 cm.
  • 18 de abril de 1946.
  • Alemanha, Fribourg.
  • Bom estado.
  • Peça única.

14 FRIBOURG EN BREISGAU 559 15 18 1150
ARRIVERAI EN VOITURE SAMEDI APRÈS-MIDI T´AIME *
EDITH PIAF

(*) que pode ser traduzido por: 

CHEGAREI DE CARRO SÁBADO À TARDE TE AMO

No verso: YVES MONTAND, 26 RUE DE BERRI PARIS

Às vezes um documento autógrafo, mesmo sendo de uma personalidade famosa, parece não ter nada de especial. Mas, como sempre, é nos detalhes, em uma data ou palavra, que a magia opera. É o que aconteceu com esse telegrama.

Quem não conhece Edith Piaf? Piaf é um ícone da França. Suas músicas são o símbolo máximo do romantismo francês, de Paris, do French Art de Vivre: La vie en rose, L'hymne à l'amour, Mon Dieu, etc., são os clássicos dos clássicos. Caso nunca tenha ouvido falar dela, corra no Youtube para conhecer esse patrimônio mundial. Ela é um pouco o Tom Jobim brasileiro ou o Frank Sinatra americano, o John Lennon da Inglaterra, etc.

Piaf é também conhecida por suas histórias de amor. Várias. Intensas. Dos mais famosos amantes que teve, houve Marcel Cerdan, boxeador campeão do mundo, que morreu em um trágico acidente de avião, e Yves Montand, um dos principais cantores e atores franceses pós 2ª Guerra Mundial, da geração de Brigitte Bardot, Alain Delon, etc. Imensa figura popular, sedutor incansável que teve mais tarde uma aventura com Marilyn Monroe, Yves Montand conheceu Edith Piaf quando ele tinha apenas vinte anos, e fazia a primeira parte dos shows dela no Moulin Rouge. Essa colaboração em Paris continuou com uma turnê e um romance, de 1944 até 1946. Uma das grandes histórias de amor do século XX.

Em 1945, a Christie's vendeu a emocionante carta de ruptura que Piaf mandou a Montand, em 30 de outubro de 1945, onde ela explica que talvez ele seja jovem demais para ela. Os biógrafos afirmam que, na verdade, o ciúmes era o principal motivo.

Esse telegrama, de abril de 1946, comprova que os dois amantes se encontravam mesmo depois do término, e ainda tinham muitos sentimentos, mesmo que esse (JE) T´AIME de Piaf possa ter sido somente uma grande marca de afeição.

Descobri então, que Montand enviou outro telegrama para pôr um ponto final nessa história, escrevendo: “Imploro para não me encontrar novamente – Você pode estar certa – Sou muito jovem para você”.

Enfim, é muito provável que esse telegrama tenha sido a última mensagem com um “te amo” que Montand recebeu de Piaf.

Ver informações completas

Formulário de contato